Trigésimo quarto andar.

ImageE em meio a tanto concreto, cimento e pessoas a gente se torna invisível.
Raros são os que conseguem levantar a cabeça e respirar na metrópole que engole quem deseja emergir. 
Às vezes ao subir no topo de um prédio você se sente melhor, consegue olhar tudo por cima e respirar… são aqueles minutos que fazem você esquecer um pouco dos problemas lá de baixo e refletir naquilo que é. Acredito que muitas vezes ao se afastar do seu próprio ciclo ou meio é a melhor maneira de analisá-lo, e é isso que muitas vezes eu pratico.
De cima é tudo mais fácil de entender… de baixo parece tudo muito confuso se não há uma direção certa a seguir. De cima os caminhos se tornam mais óbvios… de baixo é necessário um GPS caso tudo se complique.

Quantas vezes, voando em um avião, não olhei pra baixo e me perguntei: somos só isso? Sim, nós somos só isso, porém achamos que somos muito muitas vezes. 
De cima sempre tudo é diferente… mas a melhor maneira é estar em cima e embaixo ao mesmo tempo, para assim, tirar suas próprias conclusões de dois pontos de vista ao mesmo tempo.
 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Trigésimo quarto andar.

  1. Me identifiquei com seu texto. Gosto muito de ver a cidade lá de cima, acho que tudo fica mais bonito, também gosto de ficar olhando pra cima. E essa coisa de ‘fugir’ do ciclo, me faz enxergar muita coisa que só de fora pra entender mesmo. Mudando de assunto, hoje faz 4 anos que eu te conheci, lembra das figurinhas da copa? hahahah tá fazendo álbum esse ano? Tenho teu autografo guardado até hoje!!! Beijos Cesinha!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s