Ser ou não ser

IMG_1902
Acho que faz um certo tempo que eu não falo necessariamente de fotografia por aqui. Na real sempre to falando em alguma coluna ou outra minha, mas aqui no blog mesmo acho que já faz um certo tempo.

Esse final de semana que passou eu recebi muita pergunta desse tema, mandando eu falar mais ou menos como é o meu trabalho, como eu comecei e enfim, perguntas de todos os tipos… mas uma grande maioria relacionada ao trabalho de fotógrafo. Como sempre, respondi o que eu sempre respondo, que você tem que começar nem sempre fazendo aquilo que tem vontade (no caso, tirar fotos de shows)… tem todo um processo de estudo, aprendizado e também de vivência… e claro, não adianta só querer ser fotógrafo… tem que ter aquele tal do feeling que eu sempre falo, do olhar diferenciado e coisas assim. Se quiser ser fotógrafo só pra apertar botão, eu já digo que é perda de tempo… não tem graça.

Muita gente acha que as coisas acontecem facilmente e que é tudo muito simples e tal. Sei que talvez a idade influencie muito esse pensamento, que com o passar dos anos a gente vai abrindo o olho e vai aprendendo muita coisa sobre a vida, mas pensar que tudo é fácil é ser ingênuo demais. Tudo nessa vida tem começo, meio e fim… e uma profissão não deixa de participar dessa regra natural.
Assim como uma banda, um fotógrafo sofre com quase o mesmo percurso. Uma banda começa no anonimato, numa garagem e depois vai fazendo um showzinho no buteco aqui, outro ali.. depois uma casa de show e assim vai, até que um dia alguém escuta, gosta, se interessa e oferece condições.. e claro, muitas – mas muitas mesmo – nunca terão essa chance e essa sorte (e claro, o talento). Com a fotografia é quase igual. Você começa a fotograr outras coisas que nem tem tanto interesse.. seja eventos sociais, seja festa de alguém, aí fotografa um showzinho qualquer de uma banda aqui, outro ali.. e assim, nessas experiências, começa a desenvolver mais o olhar e consequentemente a técnica. Tem uns que podem ficar fotografando durante anos que não vão evoluir, já outros conseguem ir absorvendo muita coisa e vão evoluindo a cada mês… e as oportunidades estão aí.. quanto mais você se destaca com o seu potencial, maior a chance de alguém conhecer e se interessar. É simples e complexo ao mesmo tempo. Simples porque não tem mistério, é como uma carreira qualquer.. e complexo porque além de depender muito da sua capacidade, você também precisa ter um bocado de sorte e saber fazer seu material rodar, seu nome e tudo. Tem que ter peito, tem que arriscar.. mas ao mesmo tempo tem que ter cautela pra saber se o que está fazendo é certo ou não, se pode te derrubar de vez ou não e afins.

O resumo disso tudo é que realmente nada cai do céu tão fácil, tudo é fruto do seu esforço, da sua competência e dos seus estudos. E não adianta falar que quer ser fotógrafo, ganhar uma câmera do seu pai de aniversário e já achar que é muita coisa. Isso não funciona nem nunca funcionará. Trabalhar com coisa relacionado a arte precisa de aptidão, depois vem estudos para entender o que é e como faz e depois é que vem o equipamento. Conheço pessoas que tiram fotos maravilhosas com câmeras de brinquedo, e isso sim é olhar apurado, feeling e aptidão pra coisa. Não é o equipamento que faz as suas fotos, mas sim você é que as cria. Partindo desse pensamento você consegue tirar muitas dúvidas da sua cabeça, se é isso mesmo que você deve seguir ou não. Tem competência? sabe que é capaz? começa por aí.

O mundo ta aí pra ser visto de formas diferentes, as formas normais todo mundo vê… o seu olhar precisa ser diferente, precisa acrescentar algo, precisa passar emoção. A fotografia costuma falar, mesmo sendo estática. Se você consegue algo mais ou menos assim, bola pra frente e toda sorte do mundo pra você!

Anúncios

3 comentários sobre “Ser ou não ser

  1. Quando eu acho que você já mostrou tudo oqe vive/viveu/viverá, você aparece com um novo post, dizendo novas coisas e mostrando novas visões pra tudo. E é exatamente isso que você escreveu… Não adianta ter um suuuper equipamento e não ter uma visão geral e esse ‘feeling’ pra capturar as melhores fotos. Beeeeijo Césinha :D

    Curtir

  2. Sua visão é ampla, e sua fotos conseguem nos transmitir isso.
    Por que para ser fotógrafo, não basta saber tirar foto, precisar trazer consigo um sentimento, e é isso que te torna diferente,especial e um maravilhoso fotógrafo.

    Parabens pelo seu trabalho querido…
    Post muito bom!

    Beijaooo cesinhaa!

    Curtir

  3. *——————*
    eu gosto de fotografar coisas
    depois eu posto no orkut e poucos comentam não sei se é porque são fotos ridículas ou porque ninguém as vê como eu as vejo!
    eu não ligo muito pra comentários eu até que gosto de receber alguns
    mais eu fotografo aquelas coisas pra mim mesma :D não penso no que vão dizer não.
    É muitas vezes pensamos que ser fotografo é fácil, pensamos que é só tirar fotos e mais fotos e pronto!
    acho que esse tipo de pensamento é sim pelo fato da idade!
    Eu ja pensei assim!
    mais agora estou na faculdade e vejo que nada é fácil e tudo movido a estudos e dedicação! depois do meu primeiro semestre na faculdade penso 3, 4 vezes se é isso mesmo que eu quero. mais no fundo eu ja não sei mais! :(
    Não quero deixar meus pais desgostosos comigo :S
    blé falei de mais :x

    cesinha s2

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s