Um dia…

lixo
Um dia ainda vou conseguir chegar lá… lá onde? onde meus pensamentos chegam. Vou chegar lá, vou abrir a boca e colocar os pingos nos is. Sei que de nada pode adiantar e sei que não vou revolucionar, mas deixo aqui registrado que ainda vou falar tudo o que tenho aqui dentro guardado em forma de crítica.

Na verdade aos poucos elas saem, mas sei que não atingem o alvo nem tampouco são lidas por eles. Eles não sabem ler.

O problema é que talvez seria de ótima ajuda se soubessem pelo menos, já que as críticas até então soam como dicas e toques, e não necessariamente críticas. Menos doloroso.
Mas um dia eu ainda chego lá… e vou carregar comigo aqueles que merecem e que realmente sonham com aquilo. Mas, quem sabe, talvez eu não consiga… mas pelo menos vou carregar comigo a certeza de pelo menos ter tentado.

Pode soar como um super-herói frustrado e falido, mas nem ligo… mesmo porque alguém tem que tentar ou alguém tem que fazer alguma coisa. Por que não eu?
Penso em muitas coisas apesar de não conseguir dar conta de todas, mas as ideias estão todas registradas, todas enfileiradas e só preciso de mais alguns passos para poder ir desencadeando uma a uma.

Nesse meio tempo, muitos são ovacionados por não fazerem absolutamente nada… enquanto que outros são esquecidos tendo muito a mostrar. Mas é assim que as coisas funcionam, infelizmente. O marketing ainda é maior, a tendência de idolatrismo pelo nada. Quem sabe um dia a casa caia…

Queria conseguir encorajar meia dúzia pra vir pra cá, bater na porta e dizer: Me dá uma chance que eu te mostro o resultado. Aí sim, feliz eu ficaria… pois a verdade no mundo das imagens começaria a mostrar a sua cara.

Enquanto isso, não na Sala da Justiça, eu sento e lamento o que eu vejo através desse largo monitor.

Anúncios

4 comentários sobre “Um dia…

  1. É, nem tudo é perfeito, e talvez essa angústia tua muitas pessoas sintam, mas como tu, não pode sair gritando aos 4 ventos…
    E é, o mundo das imagens anda bem perdido…

    Curtir

  2. ” O marketing ainda é maior, a tendência de idolatrismo pelo nada. Quem sabe um dia a casa caia… ”

    Gosteii,
    você escreve muito BEM!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s