3:20 am

img_7150
Seria legal voltar atrás e estar sentado naquelas carteiras novamente, sabendo de cor todas as outras pessoas que estavam do seu lado direito e esquerdo… e porque não na frente e atrás (ok, quase nunca tinha gente atrás… eu costumava ficar no fundo mesmo).
As vezes dá saudade de uns tempos atrás, onde ninguém tinha muito dever – a não ser o de estudar – e seilá, pensava mais em bobagens do que no próprio sentido na vida, nos porques e etc. É por essas e por outras que hoje, no lugar onde eu to e com a idade que eu to, relevo certas coisas que eu sei que há tempos atrás eu achava um absurdo se alguém relevasse. Enfim, é aquela velha história do vivendo e aprendendo.

Eu na real cansei de querer passar algo pra alguém, já vi que na grande maioria das vezes é em vão, portanto, cada um que aprenda por si próprio né, talvez seja mais digno, já que a mesma maioria não entende muito bem do que se trata a vida. Aliás, pra você, do que se trata?

Muitos pensam que é ter dinheiro, fama e outras coisas mais… outros pensam que é escrevendo que se aprende algo… enfim… quem sou eu pra dizer do que se trata a vida, mas pra mim, na minha humilde opinião, estamos aqui pra aprender a conviver uns com os outros. O que você tem de melhor, você tenta passar para aquele que não tem e vice-versa… talvez o vulgo caridade se encaixe bem aqui. Mas, infelizmente, por mais que você tente fazer isso, muitos não te respeitam e nem tampouco entendem do que você está querendo dizer – ou como você vive.

Claro que não vai ser aqui que vou conseguir explicar nem tampouco eu quero explicar… mas é válido sempre deixar em aberto certos tipos de pensamentos, mesmo porque nem sempre conseguimos refletir sobre algo sozinhos mas sim precisamos de um empurrão ou até mesmo um tapa na cara pra abrir os olhos.

Tem muita gente aí que se apega a tão pouca coisa que parece que se arma com unhas e dentes contra um outro alguém, por simples e mero ego ferido. Ninguém aqui é o dono da razão, mas obviamente uns sabem mais que os outros, uns viveram mais que os outros e portanto, uns sabem o que falam e os outros pensam que sabe. Eu realmente não sei, e por isso, procuro saber mais a cada dia. E sinceramente? Não é escrevendo que eu aprendo, mas sim lendo, conversando e vivendo… isso já basta.

Enquanto o mundo desaba lá fora, eu vivo o meu mundo e tenho os meus ideais e minhas metas. E através dos meus olhos eu tento passar um pouco o que eu vejo, o que escuto e o que eu entendo. Cabe agora cada um interpretar como quiser, já que impor não é bem a melhor forma de crescer. Tombos terão mil… e é por essas e por outras que um dia ainda lerei isso todos os dias: Forgive and forget.

Beijos e abraços

Anúncios

2 comentários sobre “3:20 am

  1. Oi Ceésar ja fazia um tempinho que eu não vinha lhe visitar.
    Como esta?

    certamente crescer é bom, mais as resposábilidades são inevitaveis.
    Eu gostaria muito de voltar a ter 7 anos de idade, e ir brincar no gramado de bola, e não me preocupar com nada. apenas de que teria de voltar para casa as 6Hs ^^

    a vida para mim é estar com pessoas que amo, dinheiro não é tudo mais sem ele você tbm não tem nada (de material) [/infelizmente’ amor carinho isso o dinheiro não compra oque eu acho OTIMO!’
    meu namorado foi embora para campo grande, estou completamento sozinha, e onde estão minhas amizades!? perdidas por ai.
    Quando acabamos o Colegial perdemos contato com varias amizades, pois cada um vai cuidar da sua vida.

    minha mãe diz que a unica coisa que temos que cultival é o amor entre irmãos, pois daqui um tempo sera nossa unica familia. Odeio pensar que um dia não terei minha mãe comigo.[/vou parando por aqui ja estou com vontade de chorar.

    BEIJOS admiro seu trabalho sou uma fãn apesar de fazer Sistemas de Informação amo fotográfia. ♥

    Curtir

  2. Realmente.
    Uns tens algumas metas meio esquisitas pra viver, mas como tu disse, eu tbm não sou ninguém pra ficar julgando os outros.
    As coisas que muitas pessoas deveriam pensar, são justamente as únicas que não pensam.
    Mas enquanto isso, a gente vai vivendo, e eu? Eu ainda não descobri as minhas metas de viver, os meus motivos de estar aqui, mas a cada dia procuro essas respostas, sabendo que a cada dia sou melhor que outro, mas nunca sendo bom o suficiente.

    Abração, meu mestre!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s