O terceiro olho


Sei que as vezes eu fico muito tempo sem passar por aqui, mas to me condicionando a somente aparecer aqui quando eu realmente tiver algo pra falar. Acho que é assim que eu faço quando tiro foto (só tiro quando realmente eu quero), então porque não ser assim também na parte da escrita? Nada adiantaria eu aqui falar mil bobagens todo o dia, sem intenção alguma, sem conteúdo algum e tudo mais… acho que seria a mesma coisa que visualizar um portfólio de um fotógrafo que não tenta passar sentimentos através de suas fotos… você iria folhear o portfólio inteiro rapidamente e não iria parar em nenhuma foto, pois nenhuma delas te demonstraria alguma coisa realmente interessante.

Agora porque eu estou escrevendo isso? Porque as vezes vocês que estão aí desse lado, comentam certas coisas que realmente me deixam feliz. Hoje em dia é muito fácil alguém entrar no meu fotolog ou aparecer no meu orkut ou seja lá onde for e falar “legal suas fotos, amo elas, muito bonitas e coisas assim” – ok, eu agradeço mesmo! – mas as vezes penso que se cada um realmente tentasse parar pra ver o que eu tentei dizer com aquela foto e comentasse o que sentiu vendo a mesma, seria muito mais interessante – tanto pra mim quanto pra pessoa mesmo, não?

No post anterior a Marina deixou um comentário que me deixou pensando por alguns bons dias sobre como funciona essa relação. Ela, em simples 2 comentários e de poucas linhas, conseguiu enxergar coisas que eu acreditava que ninguém percebia (e sim, achava isso muito triste). Mas não, tem gente que vê e repara, e isso me deixa muito feliz… portanto, fica uma dica: comentem as coisas que vocês sentem de verdade, seja qual for o assunto e tudo mais, não seja apenas mais um superficial… é muito importante tanto desabafar quanto a outra pessoa saber o que ela causa com o seu trabalho. Mas enfim, voltando… eu realmente trabalho buscando passar em cada foto algum tipo de sensação diferente. As fotos que por ventura não dizem muita coisa, eu realmente não publico… gosto mesmo é de passar alguma informação, nem que seja meramente visual – aquelas que você nem precisa parar pra entender, é só bater o olho, ler algo escrito na foto e pronto, já captou e entendeu. Mas admito que muitas vezes as informações estão completamente subliminares… mas isso não impede de você criar sua própria interpretação e achar algo que faça sentido pra você… dizem que a arte é livre, então nada mais justo.

Aí volto naquele mesmo assunto de alguns posts atrás, de que eu gostaria muito de poder um dia sentar e explicar todas as fotos possíveis e imagináveis que eu já tirei para todo mundo que realmente tem interesse. Gostaria… mas acho que é bem impossível, mesmo porque, se for pensar racionalmente, seria muito chato eu desvendar todas e aí perder todo aquele sentido que você deu pra foto ao vê-la (supondo que o meu motivo da foto tenha sido bem diferente daquele que você interpretou). Mas tá, admito que seria interessante mesmo assim.

Não sei, as vezes vejo muita coisa sendo feita por aí sem alma, sem vontade, sem feeling mesmo… aquela coisa muito de a pessoa querer aquilo a qualquer custo mas não parar pra pensar no que aquilo significa, nas maneiras de como obter sucesso, como ser diferente de tudo o que está sendo feito e tudo mais. As pessoas apenas querem… mas o querer sozinho não basta, você tem que de uma maneira ou de outra ter o dom, um feeling, saber respeitar aquela vozinha que só você ouve chamada geralmente de intuição. Aprenda a se conhecer, a externar seus sentimentos e aí então você vai começar a fazer o seu trabalho bem, seja ele qual for. Claro que isso funciona mais com quem mexe com a arte em geral, mas acredito que em qualquer outra profissão, se você não tiver o dom e não estiver bem consigo mesmo, você tende a não fazer as coisas direito.

E isso não funciona só pra quem tem profissão não, isso é estilo de vida, serve pra qualquer pessoa a qualquer hora. Hoje em dia eu vejo muita gente superficial, acreditando em tudo muito fácil, se importando somente com a estética e com o que dá pra pegar, o físico… e po, não é só disso que o ser humano precisa… vamos acordar um pouco, coloca esse terceiro olho que você tem no meio da testa (sim, você tem) pra funcionar, comece a refletir sobre tudo, sobre o mundo, sobre nós, sobre tudo o que vê, lê, ouve… crie sua religião, sua opinião, se construa fortemente antes de abrir as portas de uma vez por todas para o mundo e sair por aí falando bobagem e vivendo futilmente.

Enfim… isso não tem um fim, não tem uma conclusão final… apenas queria tentar fazer meia dúzia parar pra pensar mais uma vez, tentar se analisar e ver se vivem dessa forma ou não. Na real como eu sempre falo, quem sou eu pra dizer que isso é o certo ou o errado, mas se você entra aqui pra ler o que eu tenho pra dizer, consequentemente está ciente que está lendo a minha opinião, portanto, respeite-a se você não concordar com nada dito aqui hehe.

Mas, de qualquer forma, concordando ou não, não custa nada fazer o teste né? Aposto que vai ser bem positivo.

Agora deixa eu ir porque já é muito cedo, já não tenho mais o que falar e vou ali voltar a ler o livro que eu tava lendo…

Beijos e abraços!

Anúncios

12 comentários sobre “O terceiro olho

  1. Ja disse aqui sou do tipo de pessoa que acha que uma imagem valem mais que mil palavras, entao??
    Ontem a foto do Diego em Araras saindo do chao me dexou nas nuvens, ta certo que pra todo fotografo aquilo deve ser uma coisa normal, mais sei lah, tenhu certeza que se fosse outro fotografo eu nao teria ficado tao feliz, porque ja disse que voce é o unico fotografo que conheço que eu vejo a alma ali nas fotos…
    Ja disse o quanto te admiro, tanto a voce como seu trabalho, apesar de ser só pelas palavras que posta aqui ou pelas fotos…
    Concerteza passei a ver as fotografias de um outro angulo, afinal depois que conheçe o trabalho de Cesar Ovalle nao tem como nao é?
    Ontem vendo a materia sobre fotografos,tirei definitivamente da cabeça a ideia de comprar uma maquina profissional de 10.000, nao depois de ver todo trabalho que voces tem pra tirar uma foto.
    Só pelo simples prazer de falar que eu tenhu uma maquina potente, hihih, nao pretendo ser fotografa mesmo, vou é continuar vindo ak e no flog pra ver o que se passa.
    Sinceramente essa foto nao me passo nada hoje a nao ser a ideia de que voce ta fazendo é propaganda hahaha…
    Vou ficando por aqui que ja falei demais, afinal eu sempre falo demais e encho demais tambem né, voce que o diga hhaha…
    Mais voce pede pra gente fazer isso entao??
    Bjss e oa semana pra ti..

    Curtir

  2. Totalmente de acordo!
    Mas não sei se fico lisonjeada por ter compreendido ou chateada pela maioria que não “ativou” o terceiro olho.. =\

    Sinceramente, as vezes me sinto errada (ou deslocada) por pensar assim também…

    Beijo!

    Curtir

  3. “Hoje em dia é muito fácil alguém entrar no meu fotolog ou
    aparecer no meu orkut ou seja lá onde for e falar
    “legal suas fotos, amo elas, muito bonitas e coisas assim”…”

    – E, mais fácil ainda as fãs do Nx falarem deles no seu .com doque
    do seu trabalho. Na moral, francamente… isso me…ô, deixa quieta.

    “…se você não tiver o dom e não estiver bem consigo mesmo,
    você tende a não fazer as coisas direito…”
    – Concordo!

    Bom, sobre o seu post, adorei…adorei de verdade, pois reflito as coisas exatamente como descreve na maioria dos seus posts. Acredito que isso seja positivo.
    E pra finalizar, e mais por curiosidade… rs, qual é o livro que ler no momento?!
    Boa semana pra ti e boa curtição com a família, tb.

    Abraços, César.

    Curtir

  4. sempre tô aqui no seu blog lendo as coisas que tu escreve, mas fazia um tempo que não tinha alguma coisa realmente útil para comentar, mas hoje esse seu post me fez criar um sorriso no rosto
    é realmente triste ver as coisas serem feitas sem o amor que lhes devia ser dedicado, tem tanta gente por ae que tem todas as oportunidades e não aproveita, faz tudo mal feito, enquanto outras várias pessoas lutam todos os dias para ter um espaço, só um pequeno espaço para o mundo inteiro ver como ela faz a diferença
    infelizmente isso é grande culpa da colocação que o dinheiro tem na vida das pessoas, normalmente é atrás disso que correm, sem se importar se estão fazendo o que gostam e como gostam, só fazendo, porque no fim do dia suas contas vão estar cheias, triste ver como as pessoas são controladas por pedaços de papel [não todos obviamente]
    tá na hora de algumas pessoas levarem um banho de água fria e verem que o mundo é muito mais que isso, que a felicidade própria não está em quanto você ganha, mas em como você vive a sua vida, com qual intensidade, com quais metas, e obvetivos.
    sempre gosto de ler seus posts, me fazem pensar mais um pouco sobre coisas que de vez em quando eu deixo de lado
    beijo querido
    ;)

    Curtir

  5. Tá ja que voce quer tanto vou te dizer o que essa imagem me passa. É a imagem de um nerd reflexivo. Na verdade é a imagem perfeita pro nerd que escreveu isso. Parece que voce tirou a foto enquanto estava redigindo esse post.
    Hahaha, enfim. Seus posts sao sempre muito sábios, e as vezes até motivadores. Mas nao me sinto uma das “meia duzia que vao parar pra pensar ao ler esse post” porque eu ja penso esse tipo de coisa todos os dias. Antes eu até tinha pique pra escrever sobre no blog, mas de repende me dei conta de que nao preciso dizer isso aos outros, cada um vive da forma que bem entender, e cada um vai aprender de acordo com o que faz. Eu escolhi viver (talvez como você) desse jeito questionador, sempre atras de um algo mais, de uma ponta solta pra puxar e ver onde leva. De querer saber de onde vim, pra onde vou, porque, como, quando, onde? Querendo saber sempre mais sobre tudo que eu vejo e ouço, não coisas futeis como a vida alheia, ou televisão, mídia, mas sim sobre as coisas simples e intrigantes que passam todos os dias aos nossos olhos e muitos nao percebem. Uma placa, um cachorro moribundo, uma pomba no fio elétrico, (porque ela nao toma choque?) coisas desse tipo. Sempre dando a maior atenção possivel aos meus sentimentos sem deixar que eles tomem conta de mim por inteira. Mas recentemente descobri que tem gente que vive levianamente, e nao por opçao como eu pensava. Eu achava q todo mundo que nao se questionava sobre as coisas da vida, era futil, era porque nao achava importante ou qualquer coisa do tipo, mas descobri que tem muita gente que se apavora ao pensar nesse tipo de coisa. Gente que nao quer saber dos misterios, das coisas, gente que nao se permite questionar sobre tudo, pois entra em panico com o fato de que a maioria das perguntas nao têm respostas, mas sim outras perguntas. Eu particularmente acho isso muito triste, mas como eu disse no começo dessa “biblia-comentario”, cada um vive como acha melhor, e eu nao vou tentar mudar a cabeça de ninguém. É como diz uma musica aí “A SEMEADURA É LIVRE, MAS A COLHEITA É OBRIGATÓRIA”.
    Fica a dica pro pessoal que lê aqui.
    E um beijo pra voce querido (que nem me viu ontem, até eu parar a 5 centimetros de distancia HAHAHAHA)

    Curtir

  6. aaaaaaah, nossa, vergonhoso, eu faço um comentario DESTE TAMANHO, e ainda me esqueço de dizer algo. HUEHEUHEUHE
    Cara eu tava pensando, nem sempre porque as pessoas nao dizem o que sentiram é porque elas nao sentiram nada. Saka? Suas fotos sempre me fizeram sentir algo unico em cada uma delas. Mas a maioria sao sensaçoes que nao se pode descrever, eu pelo menos nao consigo, ou prefiro fingir que nao consigo, pois sao sentimentos que prefiro guardar pra mim, ou até mesmo pra voce, mas nao publicar pra quem quiser ler sabe? Entao nao fique triste achando que o mundo esta perdido e que todas as pessoas que vêem o seu trabalho sao futeis e nao sabem enchergar com o “terceiro olho”. As vezes (na maioria delas, espero) as pessoas podem ter sentido um turbilhão de coisas ao ver uma fotografia sua, mas comentam simplesmente “foto foda” porque as palavras lhes faltam, ou porque foram economizadas mesmo. Mas pode ter certeza que seu feeling é muito bem transmitido, apesar de nem sempre ser dito isso.
    Nossa, deu pra entender? hehehehehehe

    Curtir

  7. Bom não sei se meu terceiro olho esta ativo mais haa coisas que fotografo por sentir uma enorme coisa boa.
    ainda não tiro fotos proficionais, acho que não tenho nenhuma noção.. por isso pretendo fazer um bom curso de fotografia.!

    César pooxaa comenta no meu fotolog? ou me manda um e-mail mesmo que vc so escreva obrigada por comentar no meu blog *—*
    depois que ti descobri passei a te adimirar meu idolo ^^
    seii que so faloo água aqui :/
    mais não fingee que não ve meus comentarios por favor!
    adoro seu trabalhoo me inspiro em você.

    ah eu estou lendo a menina que roubava livros x]
    beeijos no seu coração ^^

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s