ein?


Admito que fiquei um tempo longe desse blog, mas não foi por mal… foi por causa do trabalho mesmo e também por causa de uma opção pessoal de passar uns dias com uns amigos que há tempos eu não via… e posso dizer que foi bem bom… tanto que nem tenho o que falar aqui.
Aposto que se eu ficasse por aqui, já estaria reclamando de alguma merda que eu vi ou ouvi por aí – o que não é nem um pouco difícil de acontecer, diga-se de passagem.

Mas como nem tudo são flores, até quando você está de bem com a vida e com o mundo, surgem coisas que te decepcionam… e aí, o que vc faz? Eis a questão.

A melhor saída que eu andei vendo, ou melhor, praticando ultimamente, é a de pegar aquele CD clássico que vc esqueceu há um bom tempo na gaveta (ou na sua pasta de mp3, ipod e afins) e colocar pra tocar em alto e bom som. Pronto, seus problemas estão resolvidos… e por quê?

O porque é meio complexo mas posso tentar explicar. Eu não sei direito na verdade, pois eu nunca fui muito a fundo nesse tema, mas sei que a audição e o olfato são os dois sentidos mais fortes do ser humano que fazem ele remeter a alguma época do passado, instantaneamente. Ou seja… se você ta andando na rua e sente um cheiro de um perfume de alguém que você conhecia e que usava muito, na hora você vai lembrar dessa pessoa… ou se você escutar uma música que marcou muito uma época sua e tal, na hora você vai levar seu pensamento para aquela época. A tendência do cérebro é de apenas deixar registrado as coisas boas, as ruins, como auto-defesa, ele tende a apagar… portanto, na minha opinião, o remédio de ouvir um CD clássico antigo que marcou pra você é exatamente esse… porque isso automaticamente te leva a pensar em outras coisas, outra época e com certeza são coisas boas… e funciona como uma muleta pra você esquecer o real momento que ta passando, as merdas que tava pensando e tudo mais.

Então a dica é essa aí… leu merda, viveu merda, viu que vai dar merda? Procura uma música foda da sua vida e coloca ela pra tocar… te garanto que é satisfação garantida… e depois disso, aí sim você para e pensa no que vai fazer com a merda toda que vai vir pela frente haha. O ideal seria rir e jogar a bola pra frente, mas nem sempre dá, eu sei.

Ultimamente eu to chutando tudo de bico… porque já cansei de tentar ajudar em alguma coisa e sempre ser mal compreendido… então pra respirar um pouco eu to dando bica e dando risada… mas, no fundo, sempre rola a esperança de que um dia toda essa merda mude né?

Como lembrou meu amigo Bubbler aqui (na verdade lembrou mais ou menos)… ele citou algo do quadro “O super sincero” do Fantástico (ou algo assim)..onde o Fernando Guimarães diz algo do tipo: “… eu não posso comprar um bisturi e dizer que sou médico…. eu não posso comprar um capacete e dizer que sou astronauta… mas eu posso comprar uma máquina fotográfica e dizer que eu sou fotógrafo!…” pois é… pior que realmente é isso que acontece hoje em dia, infelizmente.

Mas o tempo dá conta de tudo isso… tenho fé ;)

E você, o que faz?

Anúncios

7 comentários sobre “ein?

  1. Hoje foi um dia que pensando no que fazer com as merdas, eu tomei uma atitude meio “radical”. foi uma viagem inesperada pra minha irmã e conversamos muito sobre fotos e você foi muito citado na conversa. Tínhamos uma máquina fotográfica na mão e essa frase que você escreveu sobre ter uma máquina e ser fotógrafo ficou bem clara depois do que passamos hoje… Eu tirei um monte de fotos, ela também, isso desperta o desejo de ter fotos bonitas e tal…Não sei se consigo ser clara, mas acho que podemos comprar uma máquina fotográfica e tirar fotos, mas não ser fotógrafo né…
    Você é fotógrafo e eu sou uma admiradora do seu trabalho… Eu só tiro fotos… hehehehehe
    Enfim, acho que essa hora não to conseguindo colocar as idéias bonitinhas no lugar, mas tive que escrever agora porque a “coincidência” do assunto foi tentadora!
    E realmente estou com vontade de revirar gavetas em busca das músicas felizes de tempos atrás!!! Adorei isso!!!!!
    Se eu puder pedir alguma coisa, peço pra que você realmente não desista de fazer as pessoas entenderem o que você escreve, eu acho que mesmo que não atinja todos que devia, uma parcela pequena querendo que as coisas mudem já faz um pouco, né!?
    Nossa… isso ficou enorme, mas tudo bem
    Obrigada pelo espaço aqui!
    Tenha uma ótima semana!!!!!

    Curtir

  2. Adorei :]
    é isso mesmo cesinha, eu sempre me identifico DEMAIS com as coisas que tu diz.
    Parece que tira palavras da minha boca (:
    me faz pensar nas coisas que acontecem sabe?
    e é bem isso, tudo dando erraado? Já to no meu quarto escutando música,
    pode ter certeza de que muuuuuuuuuuuuiita gente faz isso :]
    Adoro teu bloog cesinhaa, é bom que eu sempre devoro teus posts, cada vez te conhecendo mais, e te admirando(tu e as tuas fotos né) cada vez MAIS.
    beijaaaaaaaao =*

    Curtir

  3. mew adoreei esse post! afinal sempre que acontece alguma merda comigo a primeira coisa q eu faço eh pegar uns cds e ouvir beeeeeeeem alto! e concerteza pra mim ajuda bastante..pra depois não fazer besteiras! …infelizmente hoje em dia acontece muitoo isso de qm comprar uma máquina fotográfica e se achar um fotográfo profissional mais como você disse o tempo dá conta de tudo isso :]ameei a foto tb! beijos *: e um otimo resto de semana! =D

    Curtir

  4. Césinhaaaaaaaa!
    Eu tava com saudade dos seus textos =)
    Sabe que hoje eu tava vendo como é bom ouvir músicas antigas, eu achei uns CD’s dai eu venho aqui e tá escrito isso.
    É engraçado e muito bom, parece que limpa a alma!
    Beijoooooooos

    Curtir

  5. É isso aê Cesinha,mtas vezes a gente só quer ajudar e acaba sendo mal interpretado,é horrivel isso! Ultimamente,estou assim como vc disse,chutando o balde e ver onde vai dar..cansei sabe! =S
    E coom ctz,nessas horas e em mtas outras situaçoes a melhor coisa é ouvir uma boooa musica que melhor meeeesmo! ;)
    beijo fotografo-escritor

    Curtir

  6. Isso se chama memória fotográfica. Mas discordo da parte em que diz que ela tende a guardar só as coisas boas.
    Eu tenho um biquini que comprei em buzios pra dar um role de scuna com a minha familia, tudo estava lindo, dia ensolarado, iscas de peixe e caipirinha eram servidos enquanto eu tomavao sol do deck. A scuna parou perto de uma ilha, e muitos desceram pra dar um mergulho, nisso agente pegou uma tempestade repentina quando todos estavam na agua, em menos de 3 minutos a chuva e neblina eram tantas, que nao se dava pra ver mais ninguem que estava na agua, e haviam crianças chorando que nem loucas querendo seus pais de volta no barco. E o vento tao forte que quase quebrei o nariz no chacoalhar da scuna. Só sei que num momento eu estava acalmando uma criançinha dizendo a ela que seu papai ja voltaria, e no outro eu estava me dando conta de que meu pai, minha mãe, e meu irmao mais novo estavam desaparecidos numa tempestade horrivel, perto de uma ilha onde haviam pedras, e eles facilmente poderiam ser jogados contra elas, e despedaçados, mortos. Desatei a chorar.
    Bom, claro, que todos sobreviveram, mas passamos maus bocados, e eu nunca senti meu coração tão aflito quanto naquele dia.
    Agora me pergunta se sao de coisas boas que eu lembro quando vejo o biquini que comprei naquele dia, ou quando vejo uma scuna, ou sinto o cheiro de isca de peixe, ou tomo caipirinha?!
    Ja sabe a resposta né?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s